quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Preconceito.

Estou cá hoje para falar de preconceito.
E dizem vocês, "Uhhh, que tema tão original num blog em que o autor é gay.".

Ah mas apanhei-vos... Não vou falar de homofobia, quer dizer mais ou menos.
Pá não sei o que chamar a isto. Sei que existe.
Que é o facto de os próprios homossexuais não se aceitarem como tal, ou então acharem-se superiores a outros gays por alguma razão.

Este "pré-conceito" atinge aqueles homossexuais que se acham mais machões que os outros. Que normalmente não gostam de bares gay, devido à sua promiscuidade e alta probabilidade de ocorrência de orgias, não gostam de travestis, pois segundo os "machos" estas pessoas são quem dá mau nome à comunidade gay, entre outras coisas como por exemplo não gostarem de pessoas com tiques a mais.

Pois bem meus amigos vamos lá pensar um bocadinho.
Todos nós, gays, queremos ser aceites na nossa diferença certo? Todos queremos poder ser nós próprios sem ter que esconder que preferimos pila a pipi. Logo se nós somos diferentes porque não aceitar outras pessoas que também são diferentes?
Para mim cada pessoa tem direito a vestir-se como quer. Se um homem que vestir uma saia e pôr um saltos altos qual é o mal? Não me afecta em nada. Não é por existirem travestis que sou mais ou menos feliz. Penso que a ideia essencial a retirar daqui é que se queremos ser aceites temos de aceitar os outros. É tão básico quanto isto!

Não percebo estas pessoas que se incomodam tanto quando vêm um homem com tiques ou outra coisa qualquer. Pá também não estou a dizer que têm de gostar mas pelo menos respeitar.
Já chega de sermos regidos por padrões, não somos todos iguais e à que aceitar isso!

Qual é a moral de um gay que quer ser aceite por heterossexuais quando ele próprio não aceita outras pessoas diferentes de ele mesmo?

Agora só para quebrar alguns preconceitos digo-vos que os bares gays não são assim tão promiscuos como se diz. Não existem orgias na pista de dança, com muita pena minha! LOOL
Não tenham medo nem julguem algo que não conhecem. Experimentem e depois já podem gostar ou não gostar mas pelo menos terão bases para justificar esses gostos.

Eu por exemplo não achava muita piada a shows de travestis e dizia-o mesmo sem nunca ter visto nenhum, no entanto quando vi gostei. Admito que acho alguma piada. É claro que depois dentro do género existem travestis com mais dotes que outros mas isso é como em todo o lado.

Vá pensem nisso.

=D

2 opiniões muito sexys.:

Filipe M. disse...

Olha... eu não gosto de discotecas gays precisamente por levar a promiscuidade ao extremo: é um tráfico de carne... praticamente dada!

No entanto esses pré-conceitos existem por causa da nossa sociedade parvinha e de não haver um grande contacto entre os referidos machões e os outros. Provavelmente até acham que é contagioso... xD

Mas a verdade é que eu também não gosto muito de machões. Mas o que eu não suporto é que esses machões ofendam os restantes gays. Ou pior que outros gays que não sejam tão machões ofendam gays absolutamente iguais a ele.

Se é para ofender... vamos ofender os heteros... korror!

Pralaya disse...

Eu não descrimino ninguém pela modo de vestir, estar ou viver em sociedade, mas acredita que as vezes por causa de atitudes de alguns pagam os outros. Por algo sempre que aparece algo relacionado com homossexualidade na televisão como temos agora a personagem na péssima série dos morangos, repara que não foram buscar uma pessoa reservada, calma e normal, não têm de ser uma personagem cheia de tiques e trejeitos, até o leque na mão para abanar colocaram na criatura, e isso sim é mau exemplo, pq na verdade será uma minoria que se comporta assim, mas sendo essa a imagem que a televisão passa que irão as pessoa pensar....

Enviar um comentário

Comenta lá se tens coragem!